DNA de uma marca.

 

De acordo com Philip Kotler, considerado o pai do marketing moderno, para uma empresa ter sucesso nos dias de hoje e no futuro, ela precisa entender que os consumidores apreciam o desenvolvimento da personalidade da marca. Pois, cada vez mais, eles tendem a personificar a marca, atribuindo-lhe características físicas e personalidade própria. Ou seja, é necessário que a empresa desenvolva um DNA autêntico, que será a sua grande diferenciação no mercado.

 

Como o DNA humano, o qual determina todas as nossas características físicas, propensões e até atitudes, o de uma marca diz como ela realmente é, sendo refletido não só em um logotipo, mas em toda a comunicação, ações, produtos, atendimento e entre outros aspectos ao longo de toda a vida desta empresa.

 

Neste post, vamos detalhar mais sobre esses aspectos e como você pode começar a construir um DNA forte para a sua marca.

 

Qual a sua missão e valores?

 

A missão de uma marca é o objetivo final dela, ou seja, onde ela quer que os seus clientes cheguem com o seu produto ou serviço. Para uma marca de refrigerante, pode ser aproveitar ao máximo aquele momento com os amigos e a família. Para uma marca de roupas esportivas, pode ser o incentivo de atividades físicas. Cada empresa tem a sua missão e os valores representam o “como” ela vai atingir esse objetivo. Quais atitudes, ações de marketing e até seleção de colaboradores são influenciados pelos valores.

 

Quem é o seu público-alvo?

 

Se você já pesquisou sobre comunicação e marketing, tenho certeza que já viu essa pergunta em vários lugares e não é para menos. Junto do item anterior, é ela que vai dizer como será a sua linguagem, produtos, serviço e atendimento. Aqui não se pode ser genérico, pois quem tenta falar tudo para todo mundo, acaba não falando nada com ninguém.

 

Então, mesmo que o seu público sejam mulheres, por exemplo, é importante saber a faixa etária, se são casadas, se tem filhos, se trabalham, estudam etc, pois isso influencia em como elas enxergam valor nos produtos e serviços.

 

Aqui não pense apenas nos clientes, mas em todos aqueles que se envolvem com a sua marca, como fornecedores e colaboradores.

 

Construção da identidade visual

 

Por definição, identidade visual é o conjunto de elementos visuais que representam uma marca, produto, organização etc. Um conjunto básico é composto por logotipo (um símbolo visual que representa a empresa), cores e tipografias, mas pode-se acrescentar grafismos, mascotes, slogans e outros elementos que transmitam a mensagem a ser comunicada de maneira uniforme por todos os componentes.

 

É fundamental fazer um estudo aprofundado desses elementos e, se possível, contar com a ajuda de um profissional, pois a identidade visual é a primeira impressão que se passa, ou seja, é importante que ela seja impactante e positiva.

 

Cuidado com o Frankenstein

 

Todos esses aspectos constroem o DNA da sua marca e, se eles transmitirem mensagens diferentes, ela irá se tornar um Frankenstein, sem atrair a atenção ou fidelizar os clientes. É claro que é possível uma empresa passar por um reposicionamento, mas, quando acontece, é feito para que todos os meios e linguagens transmitam essa mudança.

 

Para te ajudar a começar, pense na sua marca como uma pessoa. Como ela seria? Mais divertida ou mais séria? Formal ou informal? Com quem ela se relacionaria? Como seriam os seus amigos e familiares? Qual o objetivo de vida dela? Crie uma personagem e ela te guiará na construção do DNA da empresa.

 

Um profissional irá te auxiliar em todo esse processo, estudando o mercado, os concorrentes e, claro, a sua empresa. Não hesite em conversar com a gente para construir um DNA de marca memorável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*